|   COMANDOS DE VÔO EM UM HELICÓPTERO   |  

 

Comando de passo coletivo

Pedais de comando de guinada

Comando de passo cíclico

 

Comandos de vôo num helicóptero monorotor.   Para se obter a incidência das pás no rotor principal e de cauda e o controle da potência do motor, a cadeia de comando é constituída de quatro controles:

Controle de Coletivo – controla a incidência de todas as pás ao mesmo tempo. Daí o nome coletivo. O coletivo controla a sustentação aerodinâmica no rotor, permitindo a aeronave subir ou descer.  Ao subir o coletivo a aeronave sobe, ao baixar o coletivo a aeronave desce. A aeronave sobe ou desce conforme a posição do coletivo. A posição do coletivo determina a incidência das pás, que é função do controle da sustentação. No controle coletivo há uma ligação mecânica que também controla a potência do motor.
Controle de guinada – o controle de guinada é conseguido pela variação da incidência das pás do rotor de cauda. Isto é função dos pedais de comando. Esse comando permite você girar em torno do seu eixo vertical, colocando a proa da aeronave para a direita ou para a esquerda. Este comando também pode ser usado junto com o comando lateral para produzir uma curva coordenada (sem derrapagem) durante o vôo.
Comando de passo cíclico 

Controle longitudinal – determina a inclinação relativa da resultante aerodinâmica e do centro de gravidade  de forma a criar uma força de tração para frente ou para atrás. Este efeito é conseguido pelo comando de passo cíclico, empurrando ou puxando a alavanca de comando.

Controle Lateral – determina a inclinação relativa da resultante aerodinâmica e do centro de gravidade criando um efeito de tração lateral para a esquerda ou para direita. Este efeito é conseguido pelo comando de passo cíclico, empurrado para a esquerda ou para a direita, dependendo da direção a seguir.

  Voltar